Esse blog é sobre a história da minha família, o meu objetivo é desvendar as origens dela através de um levantamento sistemático dos meus antepassados, locais onde nasceram e viveram e seus relacionamentos inter-familiares. Até agora sei que pertenço as seguintes famílias (nomes que por vezes são escritos de forma diferente): Ramos, Oliveira, Gordiano, Cedraz, Cunha, Carvalho, Araújo, Nunes, Almeida, Gonçalves, Senna, Sena, Sousa, Pinto, Silva, Carneiro, Ferreira, Santos, Lima, Correia, Mascarenhas, Pereira, Rodrigues, Calixto, Maya, Motta…


Alguns sobrenomes religiosos que foram usados por algumas das mulheres da minha família: Jesus, Espirito-Santo...


Caso alguém tenha alguma informação, fotos, documentos antigos relacionado a família é só entrar em contato comigo.


Além desse blog também montei uma árvore genealógica, mas essa só pode ser vista por pessoas que façam parte dela. Se você faz, e gostaria de ter acesso a ela, entre em contato comigo.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Fotos Antigas de Valente – BA

 

Encontrei essas fotos antigas de Valente nas coisas dos meus avós, não tem data nas fotos.

image

Na foto acima é possivel ver uma parte da Igreja de Valente no canto esquerdo. Não sei de quando é essa foto, mas é de antes da construção do ‘Abrigo’ (foto abaixo), já que este não está na foto e fica em frente a Igreja.

image

Foto do ‘Abrigo Central’ de Valente. O ‘Abrigo’ era um ponto de parada ou espera de ônibus, oferecendo lanches e bebidas para os viajantes.

Quando eu era pequena ia sempre no abrigo para beber refrigerante, meu avô Nenezinho era o proprietário na época e o rapaz que trabalhava lá sempre me dava refrigerante de graça, mas eu tinha que ficar de olho para me esconder ou correr se meu avô aparecesse, ele dizia que abrigo não era lugar de criança e que criança não podia ficar bebendo refrigerante, ele ficava furioso quando via um dos netos lá.

image

A foto acima é da rua ao lado da igreja, a casa com a árvore e o carro na frente era dos meus bisavôs José João de Oliveira e Emilia Sofia.

2 comentários:

  1. Quantas saudades do meu tempo de menina! também ia escondida ao abrigo,Pai( Ivanildo Da Cunha Simões) falava a mesma coisa.Seu Nenenzinho cuidava como médico do povo anos 60,eu acreditava que de Médico no mundo só havia ele,que lembro de um acidente onde um cavalo me atropelou e me levaram p farmácia dele e ele tascou-me mertiolate e mercúrio cromo,pó secante.Em uma semana os cortes e ferimentos diverssos estavam cicatrizado.Nunca esquecerei o queimor daquele mertiolate kkkk! Valeu as fotos de Valente
    Luaninha querida!

    ResponderExcluir