Esse blog é sobre a história da minha família, o meu objetivo é desvendar as origens dela através de um levantamento sistemático dos meus antepassados, locais onde nasceram e viveram e seus relacionamentos inter-familiares. Até agora sei que pertenço as seguintes famílias (nomes que por vezes são escritos de forma diferente): Ramos, Oliveira, Gordiano, Cedraz, Cunha, Carvalho, Araújo, Nunes, Almeida, Gonçalves, Senna, Sena, Sousa, Pinto, Silva, Carneiro, Ferreira, Santos, Lima, Correia, Mascarenhas, Pereira, Rodrigues, Calixto, Maya, Motta…


Alguns sobrenomes religiosos que foram usados por algumas das mulheres da minha família: Jesus, Espirito-Santo...


Caso alguém tenha alguma informação, fotos, documentos antigos relacionado a família é só entrar em contato comigo.


Além desse blog também montei uma árvore genealógica, mas essa só pode ser vista por pessoas que façam parte dela. Se você faz, e gostaria de ter acesso a ela, entre em contato comigo.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Escritura de venda de escravo

 

Escriptura de compra e venda paga quitação que faz Florindo Gonsalves Guardiano, á Antonio Veríssimo Carneiro, o cabra Jozé, com idade de nove annos, pelo preço e quantia de seis centos, e quarenta mil reis como abaixo se declara. Saibão quantos este publico instrumento de escriptura ou como em direito melhor nome e lugar haja virem que sendo no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oito centos setenta, aos dez dias do mez de Fevereiro do dito anno neste Arraial da Freguezia de Nosso Senhora da Conceição do Coité, Termo da Villa da Feira de Santa Anna, comarca do mesmo nome em meo cartório comparecerão prezentes partes a esta outhorgantes havidas e contractadas a saber de uma parte como vendedor Florrindo Gonsalves Guardiano, e de outra como comprador Antonio Verissimo Carneiro, reconhecidos de mim Escrivão, e das testemunhas abaixo firmadas do que dou fé, em prezença das quais disse o primeiro outorgante vendedor Florindo Gonçalves Guardiano, que elle é ligitimo Senhor, e possuidor, livre e desembargado de qualquer tracto judicial hypotheca ou onos amigável do cabra Jozé, que o houve, digo, Jozé com idade de nove annos que o houve por herança da finada sua May Dona Anna Roza de Jesus, e porque si ache assim livre vende, e de facto vendido tem ao segundo outhorgante comprador Antonio Veríssimo Carneiro pelo preço e quantia de seiscentos e quarenta mil reis, cuja quantia disse já ter recebido da mão do comprador em moéda corrente, disse o comprador qui de cuja quantia lhi dá pura geral irrevogável quitação para lhe não ser mais pidida nem repitida em tempo algum; pudendo o dito comprador tomar posse do dito escravo Jozé d´ora em diante, e quer tome quer não elle vendedor desde já o há por dado e emcorporado na pessôa delle comprador pela clauzula constitute, visto que faz a prezente venda muito de sua livre vontade, e sem constrangimento de pessoa alguma, tanto que se obriga por si, e por seus herdeiros a fazerem-na boa a todo tempo, e di a não reclamar em tempo algum: pudendo o dito comprador, possuir, e desfructar-se do dito escravo como seu próprio que é e fica sendo ra em diante por virtude deste instrumento. Disse o comprador que aceitava a prezente escriptura a elle feita com todas as clauzulas, condições, e obrigações della; e finalmente por ambos me disserão que por suas pessoas e bens, se obrigavão a terem e manterem cumprirem e guardarem a prezente escriptura e de a não reclamarem em tempo algum. E si na prezente escriptura faltar alguma clauzula, ou clauzúlas, aqui a hei por expressa, e declaradas; em fé de verdade assim me outorgarão, e me requererão, lhes lavrasse a prezente escriptura, o que satisfiz por mostrarem terem pago os Impostos Nacionais, que cujos são os seguintes= estava no alto do papel impresso as armas Imperiais = receita provincial, numero sete centos e dez, anno financeiro de mil oitocentos sessenta e nove, á mil oito centos setenta, reis trinta e dous mil reis, a folha honze do livro de receita fica lançado em debito ao actual colletor a quantia de trinta e dous mil reis que pagou Antonio Veríssimo Carneiro morador no Districto do Riachão deste termo, proviniente da meia siza correspondente a ceiscentos, e quarenta mil reis porquanto comprou a Florindo Gonçalves Guardiano, morador na freguezia do Coité, o escravo Jozé cabra, com idade de nove annos, natural da referida Freguezia, guia do Escrivão de Paz Raymundo Nonnato de Couto; E de como recebes, e recolhes ao cofre a referida quantia assignou o prezente conhecimento. Collectoria da Villa da Feira de Santa Anna vinte nove de Novembro de mil oitocentos sessenta e nove. O Collector Jozé Pereira Brandão. O Escrivão Luiz Jozé Pereira Borges. Vai Antonio Verissimo Carneiro do Districto do Riachão de Jaquipe pagar o sello proprocional correspondente a quantia de seiscentos e quarenta mil reis, porquanto comprou a Florindo Gonçalves Guardiano, o escravo Jozé cabra com idade de nove annos, que o houve por herança da finada sua May. Coité vinte seis de Agosto de mil oitocentos sessenta e nove. O Escrivão de Paz Raymundo Nonnato de Couto. Florindo Gonsalves Guardiano, numero primeiro reis duzentos pagou duzentos re, digo reis seiscentos reis pagou seiscentos reis. Feira vinte nove de Novembro de mil oitocentos sessenta e nove. Mangabeira Araújo. Nada mais se continha nem declarava em os ditos originais pois eu escrivão bem e fielmente os cupiei sem ter couza que duvida fassa, e para della dar os traslados perzizos, em nome da pessôa, ou, pessôas, alzentes a quem tocar possa o direito della, e forão testemunhas prezentes que se obrigão na forma da ley as abaixo assignados com os outorgantes depois de lida perante to das por mim Raymundo Nonnato de Couto, escrivão que a escrevi

Nenhum comentário:

Postar um comentário