Esse blog é sobre a história da minha família, o meu objetivo é desvendar as origens dela através de um levantamento sistemático dos meus antepassados, locais onde nasceram e viveram e seus relacionamentos inter-familiares. Até agora sei que pertenço as seguintes famílias (nomes que por vezes são escritos de forma diferente): Ramos, Oliveira, Gordiano, Cedraz, Cunha, Carvalho, Araújo, Nunes, Almeida, Gonçalves, Senna, Sena, Sousa, Pinto, Silva, Carneiro, Ferreira, Santos, Lima, Correia, Mascarenhas, Pereira, Rodrigues, Calixto, Maya, Motta…


Alguns sobrenomes religiosos que foram usados por algumas das mulheres da minha família: Jesus, Espirito-Santo...


Caso alguém tenha alguma informação, fotos, documentos antigos relacionado a família é só entrar em contato comigo.


Além desse blog também montei uma árvore genealógica, mas essa só pode ser vista por pessoas que façam parte dela. Se você faz, e gostaria de ter acesso a ela, entre em contato comigo.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Brasão da Família Nunes

image

O sobrenome Nunes surgiu durante a Idade Média na península Ibérica, o nome Nunes servia para dizer que aquele indivíduo era filho de Nuno ou vinha das terras de alguém chamado Nuno, dessa forma não existe uma origem única para a família Nunes. Há também uma serie de variação do sobrenome na Espanha, sendo as mais comuns Nunez, Nuñez, Nuno e Nuño.

Muitos acreditam que o nome Nuno venha do hebraico, onde Nuno significa peixe, dando uma origem judaica ao nome, porem é mais provável que o nome tenha vindo do latim nonio, nona ou nonus, que significa nono e gerou a variação ibérica Nuno.

Ao lado os dois brasões da família Nunes, um traz uma folha de palmeira sobre um fundo de ouro, já o outro bem mais comum, é um brasão partido de prata e vermelho, sendo a parte de prata costada por uma contrabarra azul, na outra banda um leão de ouro cercado por quatro merletas de ouro (pássaros semelhantes a andorinhas e significam a busca da sabedoria e a educação), muitos representam erradamente este ultimo brasão sem as merletas.

Fonte: http://historicobrasaodefamiliass.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário